Mercado de bots no Brasil demonstra crescimento em sistemas desenvolvidos e volume de mensagens

Mercado de bots no Brasil demonstra crescimento em sistemas desenvolvidos e volume de mensagens

Mapa do Ecossistema Brasileiro de Bots 2019, organizado pela Mobiletime, entrevistou 83 empresas do segmento. Segundo a pesquisa, em um ano, cresceu 26% número de desenvolvedores de bots no país. Sistemas inteligentes incrementam bots

Cada vez mais presentes no nosso dia a dia, os bots estão se provando uma grande revolução no relacionamento entre marcas e clientes. Desde o atendimento a queixas até a abertura de contas, os bots têm sido capazes de dar mais dinamismo aos mais diversos mercados. De acordo com o Mapa do Ecossistema Brasileiro de Bots 2019, feito pela Mobiletime, o número de bots produzidos por empresas brasileiras no último ano triplicou em relação ao ano anterior, e o volume de mensagens que trafegaram por essas plataformas é de cerca de um bilhão por mês.

Os sistemas desenvolvidos pelas empresas pesquisadas são: 65% de bots de texto e voz, 31% somente de texto e 4% apenas de voz. A conversa desenvolvida pelos sistemas, por sua vez, consiste em: 53% de diálogo aberto, com inteligência, através do processamento de linguagem natural, 12% seguem um roteiro pré-definido, a partir de um esquema de regras, com conversas guiadas por botões, e 35% são híbridos, mesclando as duas formas.

O motor para fazer o processamento de linguagem natural se mostrou bastante variado: 33% usam motor próprio, 21% usam IBM, 13% usam Google, 5% usam Microsoft, 23% afirmaram variar de acordo com o projeto, e 5% se vale de outros motores.

Um dos catalizadores da pujança observada no mercado de bots foi o fato do WhatsApp, em agosto do ano passado, ter aberto oficialmente sua API para o mercado corporativo. O que permitiu que marcas pudessem estreitar um novo laço de relacionamento com seus clientes através do aplicativo.

Hoje, os canais mais usados pelas empresas são: Facebook Messenger (86%), Sites em geral (84%), WhatsApp (75%), Apps móveis (51%) e Telegram (42%). E as aplicações mais comuns dos bots hoje são: SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor), Vendas, Backoffice, Informação, Marketing, Cobrança e Entretenimento.

Outras oportunidades

Áreas como backoffice, cobrança e vendas podem ainda se valer de mais oportunidades com sistemas inteligentes, além das aplicações dos bots. Leitura inteligente de documentos, automatização de régua de cobrança, análise preditiva de vendas são alguns dos exemplos de sistemas utilizando Inteligência Artificial e dados, que podem contribuir para o mercado de bots.

A NeuralMind, startup sediada em Campinas especializada no desenvolvimento de sistemas inteligentes, possui uma tecnologia de leitura inteligente de documentos com alto grau de assertividade. Esse tipo de tecnologia embarcada em um chatbot, por exemplo, garante uma maior acuracidade dos dados extraídos em um processo de onboarding e mitigando falhas.

“Nosso objetivo é prover soluções que facilitem a vida das empresas, dando maior celeridade aos processos e, principalmente, reduzindo custos”, afirma a CEO da NeuralMind, Patrícia Magalhães de Toledo.

Quer saber mais sobre sistemas inteligentes? Acompanhe o blog da NeuralMind: www.neuralmind.ai

 

No Comments

Post A Comment

cinco × um =