Como a Inteligência Artificial ajuda no enfrentamento da COVID-19

Como a Inteligência Artificial ajuda no enfrentamento da COVID-19

Eventos de grande impacto na sociedade, como guerras e epidemias, tiveram como consequência, historicamente, a aceleração de transformações que vinham acontecendo em um processo mais lento até então. Na pandemia de Covid-19, vemos isso se repetir, principalmente em relação à revolução digital. A Inteligência Artificial, com a habilidade de identificar padrões a partir de big data, vem se mostrando um dos nossos trunfos tecnológicos para lidar com essa crise.

Um dos primeiros exemplos que vimos foi o da startup canadense BlueDot, que usa um algoritmo baseado em Inteligência Artificial para analisar notícias, dados de companhias aéreas e redes de informação sobre doenças para identificar zonas de perigo. A empresa alertou sobre o surto de coronavírus em Wuhan no dia 31 de dezembro, mais de uma semana antes do primeiro posicionamento da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Desde então, inúmeras soluções de Inteligência Artificial vêm sendo aplicadas no combate à pandemia. Chatbots com processamento de linguagem natural estão ajudando a evitar a sobrecarga no sistema de saúde. Câmeras térmicas com tecnologia multissensorial foram implantadas em aeroportos para detectar automaticamente passageiros com febre. E, para aplacar também a epidemia de informação, gigantes como Google e Facebook estão utilizando Inteligência Artificial para combater fake news e apresentar conteúdos verificados aos seus usuários.

Mas a intensificação do uso dessas tecnologias não está presente apenas nas frentes de combate direto à pandemia. A necessidade de isolamento social impôs de forma abrupta uma nova realidade no mundo do trabalho e dos negócios. Ao enfrentar os enormes desafios que surgem, as empresas que fazem uso de soluções de Inteligência Artificial para poder reagir mais rápido e se proteger melhor no cenário atual.

Priorizar e otimizar são duas tarefas realizadas por soluções de Inteligência Artificial com muita eficácia. Aí é que está a importância desse tipo de tecnologia agora, em um momento que pede por economia de todos os tipos de recursos e foco nas ações estratégicas em meio ao cenário adverso.

Com as equipes em home office, garantir acesso fácil e rápido às informações é essencial. Tecnologias baseadas em Inteligência Artificial centralizam dados de diversas fontes e servidores em nuvem, para que os funcionários possam acessá-los online de forma segura em qualquer lugar.

Ao mesmo tempo, o gerenciamento de recursos, desde estoques até a força de trabalho, envolve tantas variáveis que somente uma solução com capacidade para análises e predições complexas torna possível identificar tendências, problemas e oportunidades nos dados da empresa que as pessoas simplesmente não conseguem.

Além disso, um dos principais benefícios de soluções em Inteligência Artificial é o ganho de produtividade de equipes de diferentes áreas. Assistentes inteligentes podem executar previsões de fluxo de caixa no setor financeiro. No atendimento ao cliente, chatbots respondem a dúvidas 24 horas por dia, liberando tempo para as pessoas focarem nos casos que exigem a comunicação humana. E soluções para a análise inteligente de documentos, como a da NeuralMind, são capazes de automatizar um grande volume de tarefas administrativas.

A Inteligência Artificial ajuda as empresas a enxergarem o que os olhos humanos não conseguem ver, ao mesmo tempo em que libera as pessoas de funções que podem ser desempenhadas por robôs para se dedicarem àquilo de que realmente precisamos em meio a uma crise: explorar o infinito potencial de criatividade e de reinvenção do ser humano.