Blog

Quando falam em Inteligência Artificial, no que você pensa?

Inteligência Artificial consiste em um conjunto de técnicas, habilitado pelo poder preditivo, adaptativo e com grau de aprendizado autônomo, que permite avanços na capacidade das máquinas para automatizar e aprimorar processos. Simples e direta, a definição acima consta no relatório do Fórum Econômico Mundo (2018). Mas o que queremos saber é: você nos responderia isso?

Ao serem questionadas sobre o que é Inteligência Artificial, muitas pessoas a resumem a uma única solução, específica e definida. Quando na verdade não é!

Quando um cientista de dados ou mesmo o time de inovação de uma empresa fala em Inteligência Artificial, eles estão a tratar das inúmeras possibilidades de aplicação existentes com o uso dessa tecnologia. Isso porque uma mesma técnica pode ser usada em diversos contextos, de diferentes formas e gerando, em cada um dos casos, novas soluções. Sistemas inteligentes são, por tanto, combinações de técnicas de Inteligência Artificial.

Para ficar mais claro, descubra abaixo cinco macro aplicações de Inteligência Artificial nos negócios:

  1. Detecção de padrões

Nesse caso, o uso da tecnologia permite a identificação de regularidades ou irregularidades nos dados analisados. No combate a fraudes, esse tipo de aplicação é de grande valia, já que possibilita a identificação de inconsistências.

 

  1. Previsão

Essa aplicação é capaz de determinar a probabilidade de eventos futuros ocorrerem. Através de uma análise comportamental do consumidor, por exemplo, é possível estimar quando será sua próxima compra, se há chances de fazer o cancelamento de um cartão de crédito ou mesmo identificar qual a probabilidade de recompra em um estabelecimento comercial.

 

  1. Customização

Nesse caso, são geradas regras destinadas a perfis específicos, mas que serão aplicadas em uma base geral. O objetivo dessa ação é aperfeiçoar as saídas, ou seja, potencializar a possibilidade de encontrar mais perfis específicos dentro desse universo.

 

  1. Decisão

É feita a identificação de padrões, com base em dados gerais, para tomada de ações em cima de públicos específicos – que foram identificados a partir do todo. Por exemplo: quantas vezes um potencial cliente precisa ser impactado na internet até converter sua busca por um produto em compra?

 

  1. Interação

Por fim, esse último refere-se à capacidade de comunicação das máquinas com humanos a partir de meios digitais. Nesse caso, estamos falando dos famosos chatbots, que fazem a compreensão das mensagens – de texto ou voz – e correspondem com base nos aprendizados da máquina.

Em resumo, isso significa que muitas das aplicações em Inteligência Artificial são, na verdade, uma combinação dessas automações, técnicas e aprimoramentos, que envolvem redes neurais artificiais, Machine Learning, Deep Learning, entre outras.

Quer saber mais sobre Inteligência Artificial? Fique atento ao blog da NeuralMind e conheça as soluções possíveis usando a tecnologia.

 

Nenhum comentário

Postar comentário

1 × 3 =