Blog

NeuralMind figura entre as startups líderes em visão computacional no Brasil

Ranking elaborado pelo Movimento 100 Open Startups posicionou a empresa em 4º lugar
entre as startups de destaque no segmento. Além de São Paulo, cidades do interior
dos Estados e do Sul do país tiveram boa representatividade no levantamento

A NeuralMind, startup de Campinas (SP) focada no desenvolvimento de soluções utilizando Inteligência Artificial, ficou na quarta posição entre as startups de visão computacional, consideradas de destaque pelo ranking do Movimento 100 Open Startups.

Em sua quarta edição, o ranking contou com a análise feita por 14 mil avaliadores de mais de 800 empresas que se relacionaram com startups ao longo dos últimos meses. Em encontros como eventos e sessões de speed-dating, os avaliadores puderam conversar com as empresas e atribuir notas relacionadas ao negócio e à tecnologia atrelada.

Na opinião da CEO da NeuralMind, Patrícia Magalhães de Todelo, o reconhecido dado pelo ranking é motivo de muito orgulho para todo o time da startup. “Nós chegamos ao mercado em 2017. De lá para cá, participamos de uma série de eventos e inciativas promovidas pelo 100 Open Startups, nos quais tivemos a oportunidade de nos relacionarmos mais com o mercado, aprimorando nosso negócio com vistas às dores dos nossos clientes, e nos proporcionando crescimento e nos permitindo aprimoramento a cada um desses encontros”, ressalta.

Patrícia ainda destaca a expertise e pioneirismo da startup nesse segmento de Inteligência Artificial, especialmente com o uso do Deep Learning. “Temos um time formado por especialistas, mestres e doutores. Nosso CTO, que é docente aposentado da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Roberto Lotufo, tem mais de 30 anos de estudo na área. Isso faz de nós uma empresa orientada ao conhecimento e inovação”, avalia Patrícia.

Hoje, a NeuralMind é bastante reconhecida por sua atuação junto a soluções de automação e melhoria de processos. Com solução de leitura inteligente de documentos, por exemplo, a NeuralMind aplica sua soluções na área jurídica e de backoffice, podendo aumentar a garantia de precisão da informação, dar mais celeridade às atividades e melhorar a produtividade da empresa como um todo.

“Esse relacionamento com o Movimento 100 Open Startups pode ser descrito como um círculo virtuoso, em que eles nos dão apoio e nos reconhecem em um levantamento que é bastante aguardado pelo mercado todos os anos. A visibilidade é grande”, complementou a CEO.

Sediada em Campinas, especificamente no Parque Científico e Tecnológico da Unicamp, a NeuralMind vai ao encontro do movimento de boas empresas de base tecnológica surgindo além dos grandes centros, como é o caso de São Paulo. Das cidades que melhor performaram no ranking, o interior dos Estados e a Região Sul do país, de forma geral, foram as que mais tiveram startups como destaque no levantamento.

De acordo com especialistas, centros em que existam incubadoras, aceleradoras, universidades e parques científicos e tecnológicos tendem a estimular a todos aqueles que desejam começar a empreender, por serem ambientes dinâmicos, que combinam relacionamento, mão de obra qualificada, networking e investimento.

 

Nenhum comentário

Postar comentário

dez + 14 =