Como a inteligência artificial pode te ajudar a garantir a confiabilidade de fornecedores

Como a inteligência artificial pode te ajudar a garantir a confiabilidade de fornecedores

Mais que assegurar o cumprimento de normas e procedimentos, um dos grandes desafios da área de Compliance é certificar que a mesma confiabilidade pode ser estendida à atuação de seus parceiros de negócio. Por isso, a homologação de fornecedores é uma etapa de grande importância para as empresas, que envolve a comprovação de qualificação técnica e, principalmente, da conduta ética. Dado que, uma vez estabelecida a parceria, ambos compartilham a responsabilidade pelo cumprimento de normas legais, regulamentares e suas consequências.

Todo o processo de validação leva bastante tempo, pois envolve a análise de muitos documentos e a consulta a extensas bases de dados. Sem contar que, comumente, grandes empresas costumam buscar com recorrência novos parceiros de negócio, por isso é uma área com grande volume de fornecedores para verificar. Diante disso, é comum os profissionais dessa área ficarem presos em atividades morosas, burocráticas e repetitivas. 

IA na diligência de terceiros

Hoje em dia a análise inteligente de fornecedores é uma realidade que agiliza, e muito, a rotina de homologação e, ainda, traz todos os benefícios dos processos que envolvem inteligência artificial (AI). A AI na qualificação de terceiros é capaz de consultar e cruzar dados de bases públicas e trazer informações relativas à razão social, inscrição estadual, CNPJ, CNAE e certidões. 

A automatização traz vantagens não só quantitativas, mas principalmente qualitativas, pois garante uma verificação ampla, imparcial, precisa, bem como mitiga erros e fraudes. 

O uso da IA facilita os processos de diligência e degestão, com a emissão de relatórios inteligentes que abastecem o setor com todas as informações da atuação do terceiro, atualizações constantes de documentos, certidões e alertas de qualquer irregularidade ou inconsistência. 

Ademais, fornece dados de monitoramento de desempenho, tendo sempre em vista como a atuação desse fornecedor vai contribuir com a qualidade e a produtividade da empresa contratante.

Com a tecnologia, é possível estender o controle, ampliar a segurança e diminuir vulnerabilidades. A agilidade também permite uma atuação mais estratégica dos profissionais de procurement, tidos cada vez mais como essenciais para a gestão de compras e suprimentos com ações táticas para alinhar stakeholders internos e externos aos objetivos da companhia.