Blog

a

Inteligência Artificial mudando o jogo

Não é só a qualidade da cobertura esportiva que tem sido impactada pela tecnologia cognitiva nos últimos anos: aplicações de Inteligência Artificial (IA) podem até mesmo influenciar os jogos e auxiliar diferentes personagens do esporte a tomar decisões na área, dentre eles anunciantes, os produtores de TV e os técnicos das equipes, como veremos a seguir.

Leia mais
Senso comum, capacidade de adaptação e planejamento: é possível tornar máquinas mais inteligentes do que nós?

Pesquisadores de Stanford combinam Deep Learning e Google Street View para obter dados demográficos
Facebook publica novo algoritmo de rede neurais profundas para tradução

Produtores de TV: viagem no tempo?

Na cobertura esportiva na televisão, é comum ouvirmos o comentarista comparar jogadas com lances anteriores muito semelhantes. Apesar da descrição do passado, dificilmente há fontes visuais para a recuperação desses momentos.

E se as redes esportivas tivessem tecnologia para transportar o telespectador no tempo, para que pudessem reviver essas peças históricas em segundos?

Com a Inteligência Artificial, isto é possível! Hoje, os produtores fazem um trabalho exaustivo para, manualmente, analisar o acervo de vídeos e encontrar determinada cena. A Inteligência Artificial supera essa dificuldade, permitindo que os profissionais selecionem e utilizem cenas de arquivo rapidamente, quase em tempo real, fornecendo uma experiência dinâmica e abrangente aos espectadores.

Técnicos: dados avançados e desenvolvimento de estratégias

Com os avanços da Inteligência Artificial no âmbito esportivo, será possível, em um futuro próximo, criar algoritmos para analisar as tendências de determinada equipe e as de seu oponente, identificando, assim, padrões complexos de jogos em um conjunto de dados. Já é viável, por exemplo, que a Inteligência Artificial avalie pontos fortes e fracos dos jogadores, o que auxilia os treinadores no desenvolvimento de novas estratégias.

Com a aprendizagem de máquina, a análise pós-jogo é transformada em análise preditiva. À medida que a tecnologia cognitiva avança, as previsões devem se tornar mais específicas e próximas a instantâneas. Futuramente, os técnicos poderão ter acesso à análise preditiva em tempo real, com informações momento a momento sobre cada jogador.

Anunciantes: IA para priorizar qualidade em vez de quantidade

Não é surpresa que os anunciantes alcancem maior visibilidade e, assim, retorno sobre o investimento, durante os momentos mais emocionantes de um jogo. Nessas situações, os espectadores estão mais propensos a prestarem atenção no lance e, também, a compartilharem esses momentos depois em suas redes sociais.

Mas como as marcas podem quantificar o impacto dessa visibilidade e saber o real retorno do patrocínio?

É aí que entra a análise de imagens com uso de Inteligência Artificial, que permite encontrar e quantificar a colocação das marcas em um determinado vídeo. Ao analisar elementos como feeds em redes sociais, tom de voz dos comentaristas e barulho da multidão, a Inteligência Artificial também pode determinar os níveis de maior emoção no jogo. Em conjunto, esses itens tornam possível a medição do impacto da colocação do produto em um determinado momento.

Além disso, a Inteligência Artificial consegue antecipar a ocorrência de momentos emocionantes – ou seja, ela pode, proativamente, detectar padrões e recomendar o momento mais efetivo para a visibilidade de um produto, deixando de ser só uma ferramenta de medição e funcionando como um assessor estratégico para os anunciantes! 

Com todas essas inovações, ninguém duvida que a tecnologia está definitivamente mudando o jogo – literal e figurativamente – e, com isso, inaugurando uma nova era para os atletas, fãs, profissionais e demais envolvidos com os esportes!

Fontes:Venture BeatsO Globo

Nenhum comentário

Postar comentário

16 + 10 =